O que Fellini tem a nos dizer em Amarcord?

Começa pela critica a ditadura fascista, nos fala sobre conflitos familiares e para fechar com chave de ouro nos leva à uma poética aventura observada pelo jovem Titto.

Um clássico só é um clássico porque tem algo a nos dizer mesmo com o atravessar dos tempos. Este é o caso do filme Amarcord. O que ela comunica ainda hoje?

O filme se passa na década de 1930, quando o então ditador Benito Mussolini governava o país. Ele nos mostra como o totalitarismo daquele governo penetrou até mesmo a intimidade do lar da família do protagonista Titto.

Sobre Musolini

Antes de assumir um cargo no governo, Mussolini foi jornalista do maior jornal da Itália, o “Avanti”. Quando chegou ao cargo de editor chefe a tiragem do periódico aumentou significativamente. Ele sabia usar as palavras. Sabia que o ser humano era visceral e usou sua expertise para fazer o que a história já nos contou.

Aqui falei um pouco de contexto histórico. A seguir: minha análise sobre o filme em vídeo:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s